loader image

FAQ

COE

Veja como fazer a aplicação em COE:

O vencimento do COE ocorre em data pré-determinada, ou seja, não é possível resgatar antes do encerramento do produto. No encerramento do COE, o valor aplicado e o rendimento serão creditados na conta corrente da XP automaticamente em até 3 dias úteis.

Não, não é verdade. No mercado internacional os COEs são chamados de notas estruturadas. Trata-se de um mercado de mais de 2 trilhões de dólares em estoque. Em 2018, foram emitidos 94,9 bilhões de dólares globalmente.

Antes mesmo de ser um produto, o COE é um veículo de alocação. Trata-se de um meio para ter exposição a diversas classes de ativos, através de diferentes estruturas. Assim como acontece com os fundos de investimentos, que podem ser classificados como Renda Fixa, Ações, Multimercados, Crédito Privado, etc., cada COE tem uma natureza e particularidade. Podemos comparar com fundos, os quais podem ser classificados como Renda Fixa, Ações, Multimercados, Crédito Privado, etc. Dessa forma, o produto é definido pela soma de inúmeras características , tais como: estrutura, ativo objeto, prazo, etc. Não podemos dizer que “COE” é bom ou ruim, trata-se de uma afirmação sem fundamento e generalizada. Um COE ligado ao S&P e´ totalmente diferente de um COE ligado a um fundo de Renda Fixa Global ou a uma Carteira de Ações Brasileiras. 

Não. Os derivativos embutidos em um COE são opções de balcão de longo prazo, não encontradas no mercado. Para ativos internacionais, estas opções são negociadas em seus respectivos domicílios. Na XP, não emitimos COEs que são replicáveis. Estruturas que podem ser realizadas com opções mais simples são direcionadas a` área de Produtos Estruturados.

O COE é um produto estruturado, montado através da combinação de um título de crédito emitido por uma instituição financeira com estratégias em derivativos.

Características :

  • Vencimento do investimento em data pré-determinada (não há possibilidade de resgate antecipado);
  • Valor mínimo de aporte;
  • Indexador local ou internacional;
  • Cenário de ganhos e perdas no vencimento, conhecidos desde o início da operação;
  • Tributação de acordo com tabela regressiva de Renda Fixa;

Os COEs disponíveis para aplicação estão no Portal XP. Para localiza-lo, siga os passos abaixo:

  1. Entre no site www.xpi.com.br;
  2. Insira seu login, senha e Token;
  3. Clique em “Produtos”;
  4. Seleciene “COE”.

Para que o pedido de reserva da oferta possa ser processado, é necessário que na data e horário fim da reserva, o investidor disponha de 100% do financeiro da oferta em saldo disponível em conta corrente.

O risco de crédito de todos os COEs é do banco emissor, por isso a XP se compromete em distribuir COEs de primeira linha (proveniente de emissores com rating máximo AAA). Quanto ao risco das ações não performarem, trata-se do risco de mercado assumido pelo investidor ao acessar determinado ativo.

Exemplo: Para um COE de capital protegido, não há risco de mercado, apenas risco de crédito do emissor.

O ano de 2018 foi marcado por elevada volatilidade no mercado internacional.

Quase todas as classes de ativos apresentaram desempenho negativo em 2018, especialmente ações e renda fixa. O ano foi marcado por preocupações em relação a:

(i) desaceleração do crescimento global

(ii) aumento dos juros nos EUA e consequente desvalorização das moedas dos países emergentes

(iii) continuidade das tensões comerciais EUA x China

(iv) dificuldades no acordo do Brexit

(v) risco populista na Itália

(vi) conclusão do tratado de desnuclearizac¸a~o com a Coreia do Norte.

Em consequência, maior parte dos fundos de Renda Fixa e Ações Globais apresentaram retornos negativos.

Sendo assim, os COEs ligados a ativos internacionais, tanto a fundos, como a índices e ações tiveram suas performances afetadas em 2018.

É importante ressaltar que para todo COE o importante ‘ o preço na data de início e na data de vencimento (ou observação, no caso do autocallable).

Ou seja, COEs que ainda não venceram, podem apresentar performance positiva caso haja uma retomada na performance do ativo objeto.

  • Possibilidade de retornos expressivos com riscos controlados. Os cenários de ganhos ou perdas são conhecidos desde o início da estrutura. Os ativos que oferecem maiores retornos possuem também maiores riscos. Ex: Um investidor que gostaria de obter um retorno mais elevado, mas não tem apetite para perdas de mercado, pode utilizar um COE de capital protegido para ter um potencial acessar retornos de ações. Ou seja, o cliente sempre terá visibilidade do que vai acontecer e assume um risco mais consciente;
  • Possível participação de alta do mercado sem risco de perda do principal investido;
  • Acesso ao mercado internacional, sem risco cambial e com um ticket mínimo baixo – exemplo: exposição a retornos de fundos de ações ou de renda fixa globais, dos melhores e mais renomados gestores do mundo, sem ter que enviar o dinheiro para o exterior;
  • Retornos de ativos que o investidor não conseguiria acessar sem incorrer em riscos de mercado ou exposição cambial. 

O capital investido é garantido apenas se o COE for levado ao vencimento. Caso o investidor queira resgatar seu dinheiro antes da data do vencimento, há risco de apresentar perda do principal investido devido à possíveis variações na marcação a mercado.

Autocallable

O Autocallable é uma operação que seleciona algumas ações, geralmente 3 ou 4 para acompanhar. A estratégia tem duração de 2 a 5 anos com datas de observação semestrais ou trimestrais. Em cada uma das datas de observação (incluindo o vencimento), caso todas as ações estejam iguais ou acima dos respectivos preços iniciais, o investidor recebe um cupom acumulado mais o capital investido, e o COE é encerrado antecipadamente. Caso o investimento não tenha se encerrado antes do vencimento e pelo menos uma das ações tenha apresentado queda, o investidor recebe o capital investido (capital protegido).

Alavancado

O COE alavancado tem por característica alavancar a rentabilidade de um determinado ativo (fundo de investimento ou índice). O retorno é dado na data de vencimento, em que o Investidor receberá o capital protegido acrescido da valorização do ativo multiplicada pela participação na alta (taxa de alavancagem).

Focados em títulos de renda fixa do setor financeiro e instrumentos de dívida soberana e corporativa. A alavancagem varia de acordo com a taxa contratada da gestora do COE e do ativo subjacente no período. Em caso de queda no preço do ativo, o investidor recebe no final o capital investido.

Pré-fixado

O COE paga uma taxa pré-fixada mais o desempenho de um ativo principal. Desta maneira, o produto não está totalmente exposto a variação do fundo ou índice. A taxa pré-fixada é definida de acordo com a condição de mercado vigente na data de Início.

As taxas embutidas nos COEs variam de acordo com cada estrutura e ativo objeto, dependendo da curva de juros no Brasil e de outros fatores que afetam o preço das opções, tais como: volatilidade, prazo, preço do ativo objeto e taxa de juros.

A taxa máxima que pode estar embutida em um COE da XP varia de 0,5% a 2% ao ano, em linha com as taxas de administração dos melhores fundos multimercados e ações. Os COEs não possuem taxa de performance nem come cotas.

No resgate do COE, os rendimentos são tributados de acordo com a tabela regressiva de Imposto de Renda:

  • 22,5% até 180 dias;
  • 20% entre 181 e 360 dias;
  • 17,5% entre 361 e 720 dias;
  • 15% após 720 dias.

O Imposto é recolhido pela XP, e cabe ao cliente apenas a declaração da posição/rendimentos na Declaração Anual do IR.

Ao investir em um COE, você não está comprando o ativo objeto e sim um derivativo ligado a ele. Todo COE é formado por uma operação pré-fixada com estratégias em derivativos. No caso dos COEs com capital protegido, a operação pré-fixada é responsável por garantir o principal investido.

Os COEs com capital protegido não possuem risco de mercado, ou seja, mesmo se as ações caírem, o investidor recebe de volta o capital investido. Quando o investidor compra uma carteira de ações diretamente ele pode apresentar perdas.

Não há custos para aplicação e manutenção da custódia de COE.

Possíveis cenários:

1) COEs de capital protegido: O investidor recebe de volta o capital principal investido.

2) COEs que não possuem valor nominal protegido: Pode haver perda até o total do valor investido

Importante: O risco de crédito é do banco emissor.

Scroll Up